[Vida de Freelancer] A maior dica jamais contada

Lá vem textão. Mas garanto que vale a pena. Tudo que você vai ler aqui eu aprendi, infelizmente, na marra. Espero que te ajude! 😀

Continuando o post anterior, hoje vou falar sobre a principal coisa que você precisa para ser freelancer.  Esqueça qualquer outra dica. Do portfólio aos contatos, do orçamento ao software, há uma informação preciosa que você precisa saber e ninguém, ou quase ninguém fala.

A única forma de você sobreviver sendo freelancer é tendo dinheiro guardado. Ou, de forma mais bonita, tendo capital de giro.  É isso aí. Curto e grosso. Mas vale a pena você continuar a ler porque vou contextualizar melhor.

Como expliquei no post anterior desta série, nós, enquanto profissionais criativos, e especialmente quem é ou quer ser freelancer, precisamos cuidar de nós mesmos. É muito comum negligenciarmos a importância da atividade física, boa alimentação e descanso. Principalmente diante da correria do dia a dia e os prazos dos jobs. Mas, mesmo que você cuide bem de todos os aspectos da sua vida, não podemos esquecer do principal: dinheiro.

Dinheiro não traz felicidade. Isso é um fato. E nem manda buscar também. Mas dinheiro é necessário para enfrentar a vida. Nós amamos design, publicidade, ilustração, vídeos, arte. Sentimos um imenso tesão em criar coisas e mais ainda em ver nossa criação engajando pessoas ou servindo aos propósitos do cliente. Acontece que chega um momento em que além do tesão pela criação a gente também sente tesão pela união com um (a) parceiro (a), também queremos ter filho (ou filhos), quem sabe trocar de carro (ou comprar um), fazer aquela viagem dos sonhos, melhorar o equipamento de trabalho, presentear quem a gente ama. E, para tudo isso, precisamos de… dinheiro.

Não, não. Este não é um blog de ajuda pessoal, nem de frases de biscoitinho da sorte. Somos a Academia Criativa: gostamos de 3D, Motion, Criação e este carinha aqui é freelancer há alguns anos. Atendo clientes locais, nacionais, internacionais e também dou aula para mais um monte de gente. E, para quem não sabe, eu larguei Direito no nono semestre para me dedicar ao mundo da Criação. Mas, não importa o quanto a gente ama o que faz, o idealismo sempre vai esbarrar em um boleto bancário.

Vamos falar especificamente sobre ser freelancer. Você precisa ganhar dinheiro o bastante para que o seu ganho como freelancer se assemelhe ao que você ganharia numa empresa, no mínimo. E, normalmente, você vai querer que os seus ganhos aumentem conforme você sente a necessidade de ter mais dinheiro para satisfazer os seus anseios de vida. E aí que você precisa se preocupar com o fato de que, às vezes, você pode se acidentar (como eu relatei aqui). Ou você pode ficar sem clientes. Ou uma crise econômica pode acontecer e fechar negócios e diminuir muito os valores dos orçamentos. Concorrentes aparecem também. Ao nosso redor, há um mundo de circunstâncias onde se faz necessário termos dinheiro para enfrenta-las.

Trocando em miúdos, é isso que é capital de giro para freelancer. É aquele dinheiro que você vai usar para continuar mantendo sua vida funcionando normalmente enquanto a má fase passa. Com esse dinheiro você vai poder pagar suas contas, sustentar sua família, e não ser derrotado pelo medo, angústia, ansiedade e as contas acumuladas.

Economistas dizem que o ideal é que você tenha o suficiente para 3 meses como capital de giro. Ou seja, se seu custo de vida é de R$ 5.000,00 mensais, você deve ter, pelo menos, R$ 15.000,00. Eu vou além: tenha o suficiente para 5 ou 6 meses. Quanto mais, melhor.

Então, seja você freelancer, ou caso você queira ser um, jamais se esqueça: tenha dinheiro guardado. Tenha um capital de giro. Só se torne freelancer se você já tiver essa grana. Se não tem, dê o máximo para conseguir. E nunca, jamais, absolutamente, mexa nas reservas da sua atividade profissional. Use apenas para quando precisar – se precisar!

No próximo post vamos abordar como captar clientes. Se precisamos ter dinheiro guardado, antes precisamos ganhar, né?

Sobre Dimitri Bastos

Designer gráfico freelancer atuando com Motion Graphics, 3D e ilustração, também professor e fundador da Academia Criativa. Nas horas vagas é aspirante a escritor e jogador de videogame. 😀 www.dimitribastos.com

2 Mensagens

  • Felipe Ferraz

    Gente desculpem usar aqui, mas estou tentando criar uma conta pelo facebook e não ta conseguindo. tambem tentei usar o link “fale com a gente” e não funciona. Gostaria de falar sobre o curso 3D

    • Dimitri Bastos

      Oi, Felipe. Tudo bem? Cara, a página de login é exclusiva dos alunos. Só eles têm conta no site. 🙁
      Sinto muito sobre a página do Fale Conosco. Por aqui está normal, mas vou averiguar o que pode estar acontecendo. Manda um e-mail para: atendimento@academiacriativa.com com as suas dúvidas.

Postar uma mensagem